quarta-feira

Agradecendo ao Pai!



Costumo ao alimentar-me, agradecer a Deus pelo alimento que estou recebendo naquele momento. Faço isto por gratidão ao Pai e por lembrar-me que existem tantas criaturas que sequer acenderam o fogão por não terem o que preparar.

Hoje, ao iniciar o agradecimento passou como um filme na minha mente uma pergunta:

_ Quantas mãos manipularam o meu alimento até que ele chegasse a esta mesa?

Aquela pergunta martelou-me por alguns segundos, eu parei e refleti. Constatei que inúmeras mãos laboraram até que o alimento pudesse chegar até a mim.

Mãos que araram, mãos que semearam, mãos que colheram que separaram, mãos que ensacaram e que transportaram, mãos que empilharam, que conduziram, que pesaram, que registraram e que colocaram na minha porta dentro dos sacos do supermercado.

Não citei mãos que mataram porque sou vegetariana, por convicção.

Recolhi-me interiormente e conclui a rogativa pedindo ao Pai que a Sua Misericórdia se derramasse sobre todas estas mãos, inclusive as minhas que o preparou para ser consumido.

Uma sensação suave e linda envolveu-me ao saber-me elo de tão infinita cadeia...

Abraços de luz!


Um comentário:

✿ chica disse...

Bela e profunda, bem pertinente reflexão1beijos,chica